Obra-prima de John Carpenter A coisa está de volta ao Top 10 de bilheteria após quatro décadas

Obra-prima de John Carpenter A coisa está de volta ao Top 10 de bilheteria após quatro décadas

A bilheteria do fim de semana passado pode ter sido dominada por nomes como “Jurassic World: Dominion”, “Lightyear” e “Top Gun: Maverick”, mas, surpreendentemente, um clássico de ficção científica de 40 anos atrás realmente escapou seu caminho de volta para as paradas mais uma vez. “The Thing”, de John Carpenter, que foi originalmente lançado no verão de 1982, foi relançado pelo pessoal da Fathom Events no domingo passado, e as exibições de um dia geraram vendas de ingressos suficientes para trazer o filme de volta ao top 10. , mesmo que as exibições estivessem longe de serem perfeitas.

Conforme relatado por Colisor, “The Thing” arrecadou cerca de US $ 500.000 em seu relançamento, o que seria bom o suficiente para colocá-lo no número nove nas paradas do fim de semana. Há (quase) um pouco de cemitério poético lá, pois a brilhante mistura de horror e ficção científica de Carpenter originalmente atingiu as paradas no número oito em 1982, perdendo muito para artistas como “ET” e “Blade Runner”. Foi um fim de semana louco para a ficção científica em geral.

Isso quer dizer que o filme não foi um sucesso em sua época, mas é um excelente exemplo de algo que pode encontrar seu público ao longo do tempo. Agora é considerado um dos melhores filmes de qualquer tipo no reino da ficção científica e do terror. A demanda por essas exibições de 40 anos é prova disso, assim como a resposta à apresentação decepcionante feita por Fathom.

Um ótimo filme, uma péssima apresentação

Obra-prima de John Carpenter A coisa está de volta ao Top 10 de bilheteria após quatro décadas

Mick Garris, diretor de “Critters 2” e um mestre do terror por direito próprio, foi ao Twitter para declarar sua treta com a apresentação de Fathom do filme. Seu tópico se tornou viral e algumas pessoas entraram na conversa com reclamações semelhantes nas mídias sociais.

Então, sim, essa nova restauração 4K de “The Thing” foi apresentada muito mal e foi projetada com a proporção incorreta, entre outros problemas. Por que vale a pena, Fathom foi forçado a tomar nota do problema e, em comunicado, revelou que as exibições que ocorreriam na quarta-feira desta semana seriam apresentadas com esses problemas corrigidos. Disse Fathom:

“Seu patrocínio e confiança são de extrema importância para nós. Sabemos que você vem aos cinemas esperando a melhor experiência possível e nos orgulhamos de ser o provedor dessa experiência. Estamos cientes de que a recente exibição de ‘The Thing; t mostrado em sua proporção original e a decepção que causou. O evento programado de quarta-feira será exibido na proporção adequada, para que você possa ver o filme nos cinemas, como deveria ser visto.”

Carpenter, vale a pena notar, ficou insatisfeito quando soube da notícia. Ao falar com IndieWire, o cineasta chamou a situação de “angustiante” e “horrível”. Embora ele também tenha acrescentado: “Estou feliz que as pessoas querem que The Thing seja apresentado no mínimo – no mínimo, cara – da maneira que o fizemos. Estou encantado com isso.” Isso é, de fato, o mínimo e Fathom não conseguiu atender a isso, apesar da respeitável demanda que eles estavam vendo. Mas, olhando pelo lado positivo, o fato de este filme ainda ser tão procurado é um bom pedaço de justiça cinematográfica por si só.