Categorias
Filmes e Séries

Top Gun: Maverick está a caminho de dar a Tom Cruise o maior fim de semana de abertura de sua carreira

Tom Cruise está fazendo seu retorno às telonas neste fim de semana com “Top Gun: Maverick”. Este não é um filme qualquer de uma das maiores estrelas do mundo, veja bem, pois é uma sequência de um dos maiores sucessos de sua ilustre carreira. Não só isso, está montando uma onda de críticas que é francamente chocante, já que esta é uma sequência de um filme de ação dos anos 80 décadas após o fato. Bem, acontece que os espectadores precisam de velocidade, pois parece que isso vai acabar sendo a maior abertura da carreira de quatro décadas de Cruise no negócio.

Conforme relatado por Variedade, “Top Gun: Maverick” deve arrecadar entre US$ 85 e US$ 100 milhões até o fim de semana, e pode chegar a US$ 130 milhões até o final do Memorial Day na segunda-feira. Isso significa Cruise, um homem cujos filmes geraram mais de US$ 10 bilhões nas bilheterias globais, pode estar vendo seu primeiro fim de semana de estreia de US$ 100 milhões, o que parece um pouco difícil de acreditar. Mas o que é ainda mais surpreendente é que, mesmo na extremidade inferior, ainda será sua maior abertura doméstica por uma margem considerável.

Até o momento, a maior estreia doméstica de Cruise ocorreu em 2005 com “Guerra dos Mundos”, que arrecadou US$ 64,8 milhões. Mesmo ajustado pela inflação, isso ainda leva você a cerca de US$ 95 milhões, o que não eclipsaria a marca de US$ 100 milhões. O próximo seria “Missão: Impossível – Efeito Fallout” com US $ 61,2 milhões em 2018. Em termos de dólares brutos, Cruise nunca chegou perto do que se espera que aconteça neste fim de semana, e isso é bastante notável, dado seu poder de permanência como um superstar financiável desde meados dos anos 80.

Nostalgia e poder das estrelas

Top Gun Maverick esta a caminho de dar a Tom

Demorou muito tempo para que uma sequência de “Top Gun” de 1986 acontecesse, e parece que chegou no momento perfeito de várias maneiras. O público está ansioso para voltar aos cinemas para os filmes certos, à medida que continuamos a emergir da pandemia. A nostalgia continua sendo um gigantesco impulsionador do comércio quando o assunto é entretenimento. E, talvez o mais importante, Cruise traz consigo um grande poder de estrela que pode colocar bundas nos assentos. As estrelas se alinharam e, surpreendentemente, este agora está prestes a ser um dos maiores filmes do ano.

Joseph Kosinski (“Oblivion”) está na cadeira do diretor. O conjunto empilhado inclui Miles Teller, Jennifer Connelly, Jon Hamm, Glen Powell, Lewis Pullman, Charles Parnell, Bashir Salahuddin, Monica Barbaro, Jay Ellis, Danny Ramirez, Greg Tarzan Davis, Ed Harris e Val Kilmer. Ehren Kruger, Eric Warren Singer e o colaborador frequente de Cruise, Christopher McQuarrie, escreveram o roteiro.

“Top Gun: Maverick” chega aos cinemas nesta sexta-feira.

Depois de mais de trinta anos de serviço como um dos principais aviadores da Marinha, Pete “Maverick” Mitchell (Tom Cruise) está onde ele pertence, empurrando o envelope como um piloto de testes corajoso e evitando o avanço na classificação que o colocaria no chão. Quando ele se encontra treinando um destacamento de graduados da TOP GUN para uma missão especializada como nenhum piloto vivo jamais viu, Maverick encontra o tenente Bradley Bradshaw (Miles Teller), indicativo de chamada: “Galo”, filho do falecido amigo de Maverick. e o oficial de interceptação de radar tenente Nick Bradshaw, também conhecido como “Goose”.

Enfrentando um futuro incerto e confrontando os fantasmas de seu passado, Maverick é arrastado para um confronto com seus próprios medos mais profundos, culminando em uma missão que exige o sacrifício final daqueles que serão escolhidos para voar.