Documentário de Sidney Poitier chegando ao Apple TV + de Oprah Winfrey

Documentário de Sidney Poitier chegando ao Apple TV + de Oprah Winfrey

Fotos da Colômbia

Joshua Meyer

Sidney Poitier é uma das várias mortes de alto nível que abalaram a indústria do entretenimento desde a véspera de Ano Novo, junto com Betty White, o diretor Peter Bogdonavich e, mais recentemente, Bob Saget. Poitier estava a um mês e meio de completar 95 anos e viveu uma longa vida cheia de muitas realizações além de seu trabalho vencedor do Oscar como ator de cinema. Quatro semanas antes de sua morte, soubemos que sua vida estava se tornando uma peça da Broadway, baseada em sua autobiografia, “The Measure of a Man”. Agora, vem a palavra (via Colisor) que um documentário de Poitier, dirigido por Reginald Hudlin e produzido por Oprah Winfrey, está em desenvolvimento na Apple.

Winfrey e Apple estão trabalhando neste documentário com a família de Poitier há mais de um ano, desde bem antes de ele morrer, mas esta é a primeira vez que ouvimos falar dele. Não há menção a isso tirando de sua autobiografia do jeito que a peça é, mas a família de Poitier escolheu a dedo o escritor para esse projeto, e parece que eles também estão envolvidos em salvaguardar sua imagem e legado com este documentário.

De sua parte, Winfrey tem um relacionamento existente com a Apple TV+, que serve como plataforma de distribuição exclusiva para seus talk shows, “The Oprah Conversation” e “Oprah’s Book Club”. Após sua entrevista marcante no ano passado com o príncipe Harry e Meghan Markle, o duque e a duquesa de Sussex, ela também se uniu a Harry para outra série de documentários da Apple TV +, “The Me You Can’t See”. Hudlin, por sua vez, tem uma extensa experiência em cinema e televisão como diretor e produtor, tendo dirigido “House Party” e co-produzido “Django Unchained”, entre muitos outros projetos.

Declaração da família de Poitier

Sidney Poitier Calor da Noite

MGM

Após a morte de Poitier, destacamos cinco filmes essenciais dele que estão disponíveis para transmissão agora: “Adivinhe quem vem para o jantar”, “No calor da noite”, “A Raisin in the Sun”, “The Defiant Ones” e “Lírios do Campo”. Além de ser o primeiro homem negro a ganhar um Oscar (pelo último desses filmes) e se ramificar no trabalho como diretor e produtor, Poitier também ganhou a Medalha Presidencial da Liberdade e foi um notável ativista e embaixador da das Bahamas ao Japão por 10 anos.

Atualmente, não se sabe muito mais sobre este documentário da Apple ainda sem título sobre a vida de Poitier. No entanto, sua família divulgou um comunicado em conjunto com o anúncio do documentário, então daremos a última palavra:

“Para nós, Sidney Poitier não era apenas um ator brilhante, ativista e um homem de incrível graça e força moral, ele também era um marido dedicado e amoroso, um pai que apoiava e adorava e um homem que sempre colocava a família em primeiro lugar. por mais tempo aqui conosco neste reino, sua bela alma continuará a nos guiar e inspirar. Ele viverá em nós, seus netos e bisnetos – em cada gargalhada, cada pergunta curiosa, cada ato de compaixão e bondade. legado viverá no mundo, continuando a inspirar não apenas com seu incrível corpo de trabalho, mas ainda mais com sua humanidade.”

Fonte: Slash Film

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *