Cientistas criaram galinhas com bico de dinossauro

As aves têm uma incrível variedade de bicos, desde o curvado de um flamingo, ao delicado e mortal de uma coruja, até o bico arredondado da dino-galinha.

Se você ainda não ouviu falar de uma dino-galinha antes, não se sinta mal. Ela foi criada só recentemente por cientistas da Yale. Em um estudo publicado na revista Evolution, os pesquisadores manipularam embriões de galinha para que elas pudessem crescer com o bico de um Velociraptor.

Mas viver uma versão da vida real de Jurassic Park não foi totalmente o ponto, dizem os pesquisadores.

“Nosso objetivo aqui era entender as bases moleculares de uma transição evolucionária importante, e não criar uma “dino-galinha” simplesmente por criar “, disse Bhart-Anjan Bhullar, principal autor, garantindo assim que a imagem de uma dino-galinha seja permanentemente incorporada ao seu cérebro.

A fim de obter uma melhor visão sobre como bicos de dinossauro, arredondados e com uma estrutura óssea diferente, se transformaram em bicos modernos, Bhullar e seus colegas analisaram fósseis de bicos de dinossauros e ossos de aves modernas. Eles descobriram que havia um padrão específico de expressão do gene em aves que não estava lá em mamíferos ou répteis. Essa expressão genética em particular controla a forma do bico.

Com a introdução de um inibidor para interromper o sinal genético que ‘diz’ ao embrião para construir um bico, os cientistas foram capazes de fazer crescer em embriões de galinha um bico e um palato que se assemelha a seus antepassados, os dinossauros.

Não há planos para ter dino-galinhas bicando em uma gaiola, mas os pesquisadores sugerem que este método poderia ser usado para identificar outras transformações evolutivas.